Aplicação
Industria Pesada
Automobilistica
Vasos de Pressão
Tubulações

Materiais Analisados

Materiais Ferrosos

Materiais Não Ferrosos

A réplica é uma técnica metalográfica de campo não destrutiva sendo realizada normalmente em peças grandes e/ou em peças que não podem ter amostras menores removidas. É também conhecida como metalografia “in situ” e sua aplicação de maior significância é a análise de danos, entretanto esta técnica tem outras aplicações de extrema importância como avaliação de vida remanescente de componentes pela determinação do estado microestrutural dos mesmos.

O procedimento básico para realização de uma réplica é a preparação mecânica da superfície por lixamento e polimento (mecânico ou eletrolítico), seguida de ataque químico e/ou eletrolítico, avaliação da microestrutura com microscópio ótico portátil e/ou réplica da estrutura micrográfica utilizando-se filme que revela a topografia da superfície.

A figura mostra um esquema básico da aplicação do filme onde
(a) observa-se uma superfície contento uma partícula de carboneto e uma trinca;
(b) como o filme de embebido em solvente, ele se adapta sobre a superfície;
(c) o filme removido da superfície. A réplica é uma impressão “negativa” das características da superfície ensaiada, um registro permanente da microestrutura da peça.

réplica metalografica